BLOGS

Filtros de Areia Horizontais: Insustentabilidade técnica

12 fev 2020

Por: Equipe Hidrosolo

Postado em: Irrigação

Estudo de Caso

Algumas considerações:

1.Eficiência da Filtração:

   a. É sabido que a filtragem em um filtro de areia tem maior eficiência devido à profundidade do leito, ou seja, quanto maior o caminho percorrido pela água no leito filtrante, melhor. Em estações de tratamento de água este leito varia de 50 cm até 150 cm de profundidade. Nos filtros de areia verticais para irrigação se usa 35 a 40 cm visando diminuição de custos.

   b. Referente à retrolavagem para limpeza do leito filtrante sabe-se que para uma boa eficiência neste processo, e consequente restauração das condições de operação, se faz necessária uma expansão de 20 a 40% na areia. Expansão menor permite a retenção das impurezas na areia e este leito sofrerá colmatação até perder totalmente a eficiência.

   c. Sobre a direção de fluxo interno na retrolavagem, é necessário haver espaço não só para expansão do leito, mas também para sua reacomodação após a retrolavagem, mantendo o leito filtrante uniformemente distribuído sobre as crepinas, evitando-se dunas localizadas e pontos nas extremidades, descobrindo as crepinas.

2. Tratamento Anticorrosivo:

É imperioso que o interior do filtro seja acessível para receber um tratamento anticorrosivo adequado. Sua vida útil depende disso.

Como nós fazemos:

O padrão Hidro Solo de tratamento anticorrosivo consiste em um tratamento de alta tecnologia de decapagem, fosfatização, revestimento interno e externo com resina epóxi pó e revestimento externo final em resina poliéster, curados em estufa a 230º C, sendo esta última resistente a raios ultravioleta, podendo ser instalado sem cobertura. Como proteção adicional, resina epóxi líquida é aplicada às junções internas das soldas.

Análise de caso concreto:

Foi analisado um filtro horizontal com diâmetro de 400 mm.

Neste filtro temos:

  • Altura do fundo falso: 120 mm;
  • Altura da crepina: 90 mm;
  • Dissipador de energia a 60 mm do topo;
  • Espaço para leito filtrante e sua expansão (entre o topo da crepina e o dissipador de energia): 130 mm. Esta altura é totalmente insuficiente para montagem de leito filtrante e previsão da sua expansão;
  • Volume de areia para cobrir as crepinas: 46 litros;
  • Volume de areia recomendado pelo fabricante: 38 litros (60 kg). Ou seja, a quantidade recomendada de areia não é suficiente para cobrir as crepinas;
  • Absoluta falta de qualquer proteção anticorrosiva no interior do filtro.

Foto 1: Filtro objeto deste estudo.

Tudo posto, temos:

  • O volume de areia recomendado não cobre as crepinas, as mesmas estão exercendo a função de filtro, que na verdade seria o papel da areia.
  • Se completarmos a areia até o nível de 50% do espaço disponível para o leito filtrante, teremos um leito filtrante de apenas 6 cm acima das crepinas e com um espaço para expansão de apenas mais 6 cm a partir do o leito filtrante, que certamente será jogado para fora durante a retrolavagem.
  • Com 6 crepinas em cada câmara, tão pouco espaço para expansão e leito filtrante extremamente baixo, há a tendência, pelo próprio comportamento hidrodinâmico do fluido, de formar pequenas dunas abaixo dos niples de descarga de retrolavagem, com ainda maior descobrimento das crepinas das extremidades.
  • A ausência de tratamento anticorrosivo interno compromete totalmente a vida útil do filtro que será bastante curta, a depender da qualidade da água.

Como nós fazemos:

Os filtros de areia Hidro Solo possuem altura mínima de leito filtrante de 35 cm, proporcionando maior profundidade de filtração e consequentemente melhor qualidade final da água que abastecerá os gotejadores. Há também 25 cm de altura adicional disponível para expansão da areia durante a retrolavagem, permitindo o dimensionamento da vazão de retrolavagem de modo a expandir adequadamente o leito, evitando sua colmatação, sem risco de perda do material filtrante.

Foto 2: Detalhes da ausência de tratamento anticorrosivo interno.

Podemos concluir que este filtro horizontal é ineficiente como tal, tendo como única vantagem um preço baixo.

Como fabricantes de filtros de areia, há mais de 20 anos estudamos a viabilidade técnica deste tipo de configuração e concluímos que, pelos motivos detalhados acima, trata-se de uma opção insustentável tecnicamente que atende apenas o quesito preço, desconsiderando totalmente a qualidade e desrespeitando os clientes.

A Hidro Solo, em respeito ao mercado, preza pela qualidade e longevidade dos seus produtos, portanto este tipo de configuração de filtros de areia horizontais não fará parte do nosso escopo de fabricação.

Como nós fazemos:

Todos os filtros Hidro Solo são fabricados em aço carbono A36, com tampos torisféricos ASME 10% nas extremidades soldados ao corpo cilíndrico com fusão total da área de união garantindo resistência local superior a do material que esta sendo soldado. O dimensionamento dos filtros obedece o que determina a norma ASME secção VIII, divisão 1.

Visando otimizar o desempenho, desenvolvemos e patenteamos nossa própria crepina de alta performance que, aliada a uma ótima distribuição espacial, nos permite ter um dos filtros de menor perda de carga do mercado.

Hidro Solo

Equipe Hidro Solo

A Hidro Solo é especializada em soluções para tratamento de aguá e irrigação, abrangendo produtos
para pequenas, médias e grandes empresas.

CLIENTES

Atendimento via Whatsapp